quinta-feira, 3 de abril de 2014

E era para ser um dia de festa...

Chegou o dia que confessei  o quanto é difícil sem você. 
Força nenhuma aqui dentro me proporciona o seu abraço, muito menos ouvir o seu "Andreinha..." E eu preciso gritar com toda a minha força porque queria mais um abraço, mais um sorriso que acalmaria o resto dos meus dias sem vc por perto... 

Por um momento apenas...

"Quero um pedacinho de tempo pra poder descansar esse peso do mundo que estou sentindo nos ombros ...Um tempo onde não me perguntem nada, nem me peçam nada, apenas me permitam o direito de dar vazão ao pranto que venho engolindo com o café-da-manhã, enquanto visto a máscara de "olhem como sou valente e forte" ....Quero ser a criança que pode chorar livremente até que me peguem no colo, me trazendo assim, o equilíbrio que preciso para dormir em paz.Quero me aventurar na busca dos sonhos, sem ter que vê-los pintados com as cores do desânimo, ou coloridos com as cores do impossível... e quero poder brincar com meus sonhos como se fossem aquelas massinhas de modelar ilusões .... lambuzar neles meus dedos, até decidir quando precisam se desfazer ...
Quero ter companheirismo nas horas em que tudo parece ter se perdido, e encontrar apenas um ombro onde possa repousar meu cansaço, um ombro que seja silêncio e carinho. Quero deixar que me invada toda a dor do mundo neste instante, porque ela é minha, real e única, e que como tal seja aceita e compreendida ... mesmo que eu ainda não saiba lidar com ela ...E quero poder dizer : - Está doendo sim ! Sem assustar ninguém, causando uma revolução tão grande que meu mundo pareça ainda mais desabitado. Seria possível? Daqui a pouco tudo vai parecer diferente e novo, eu sei. Vou secar os olhos e vou à luta outra vez e da dor ressurgirei mais forte ... Porque sou noventa e nove por cento matéria que dificilmente se desintegra.Então, por favor , por um momento apenas, neste meu pequeno momento, neste "por cento" de fragilidade, quero ser igual a todo mundo e chorar ...simplesmente me deixe chorar..."





quinta-feira, 27 de março de 2014

Ser feliz e só!!!

Acho que ser feliz me consome um pouco!!! Processo de emburrecimento mode on.

quarta-feira, 14 de dezembro de 2011

Mario Bortolloto escreve algo sobre a morte de Rodolfo Bottino e, consequentemente, sobre ele que achei interessante:
"Ele era um cara muito engraçado, mas parecia mesmo ter uma ponta de tristeza escondida em algum canto do olhar que o denunciava quando olhava pra um lugar neutro qualquer como se por alguns momentos ele simplesmente se ausentasse dali. Já vi esse tipo de olhar em outras pessoas. E é um tipo de olhar que sempre me emociona, pq eu sei que algumas pessoas tem esse tipo de tristeza inerente e que procuram disfarçar com brincadeiras e piadas, mas ela tá lá o aporrinhando constantemente transformando sua vida num "tour pro inferno" como dizia o Cazuza. Ou você nunca reparou num guitarrista de blues estreitando os olhos quando puxa aquela nota decisiva e fatal? Foi o que eu vi no Rodolfo naquela noite no boteco em Copacabana. "

Quanto gente...quantos dias fico assim...

e mais um ano acabando!!!! E que venha 2012 para eu ser mais feliz ainda!!!!

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Amando

Eu, definitivamente, estou apaixonada.
and the hard
words
I ever feared to
say
can now be
said:

I love
you

charles bukowski

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

eu adoro voar

Já escondi um AMOR com medo de perdê-lo, já perdi um AMOR por escondê-lo.
Já segurei nas mãos de alguém por medo, já tive tanto medo, ao ponto de nem sentir minhas mãos.
Já expulsei pessoas que amava de minha vida, já me arrependi por isso.
Já passei noites chorando até pegar no sono, já fui dormir tão feliz, ao ponto de nem conseguir fechar os olhos.
Já acreditei em amores perfeitos, já descobri que eles não existem.
Já amei pessoas que me decepcionaram, já decepcionei pessoas que me amaram.
Já passei horas na frente do espelho tentando descobrir quem sou, já tive tanta certeza de mim, ao ponto de querer sumir.
Já menti e me arrependi depois, já falei a verdade e também me arrependi.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieta em meu canto.
Já sorri chorando lágrimas de tristeza, já chorei de tanto rir.
Já acreditei em pessoas que não valiam a pena, já deixei de acreditar nas que realmente valiam.
Já tive crises de riso quando não podia.
Já quebrei pratos, copos e vasos, de raiva.
Já senti muita falta de alguém, mas nunca lhe disse.
Já gritei quando deveria calar, já calei quando deveria gritar.
Muitas vezes deixei de falar o que penso para agradar uns, outras vezes falei o que não pensava para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar uns, já fingi ser o que não sou para desagradar outros.
Já contei piadas e mais piadas sem graça, apenas para ver um amigo feliz.
Já inventei histórias com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei demais, ao ponto de confundir com a realidade... Já tive medo do escuro, hoje no escuro "me acho, me agacho, fico ali".
Já cai inúmeras vezes achando que não iria me reerguer, já me reergui inúmeras vezes achando que não cairia mais.
Já liguei para quem não queria apenas para não ligar para quem realmente queria.
Já corri atrás de um carro, por ele levar embora, quem eu amava.
Já chamei pela mamãe no meio da noite fugindo de um pesadelo. Mas ela não apareceu e foi um pesadelo maior ainda.
Já chamei pessoas próximas de "amigo" e descobri que não eram... Algumas pessoas nunca precisei chamar de nada e sempre foram e serão especiais para mim.
Não me dêem fórmulas certas, porque eu não espero acertar sempre.
Não me mostre o que esperam de mim, porque vou seguir meu coração!
Não me façam ser o que não sou, não me convidem a ser igual, porque sinceramente sou diferente!
Não sei amar pela metade, não sei viver de mentiras, não sei voar com os pés no chão.
Sou sempre eu mesma, mas com certeza não serei a mesma pra SEMPRE!
Gosto dos venenos mais lentos, das bebidas mais amargas, das drogas mais poderosas, das idéias mais insanas, dos pensamentos mais complexos, dos sentimentos mais fortes.
Tenho um apetite voraz e os delírios mais loucos.
Você pode até me empurrar de um penhasco q eu vou dizer:
- E daí? EU ADORO VOAR!

Clarice Lispector

quinta-feira, 3 de novembro de 2011

Tietagem

* sei que parece tietagem, mas é gente boa demais e, como sempre, o bom nunca cansa!!
NA TRILHA

Os sabores eram outros
Havia cachos de luz
e os respingos
atravessavam as copas
Algumas pegadas
ficavam mais leves
após o orvalho

Era bom
não saber
para onde ir



Lalo Arias(outubro, 2011)


Abaixo um link para baixar livros de escritores fantásticos:
http://www.centrocultural.sp.gov.br/literatura_colecao_poesia_viva.asp

Tem do Marcelo Montenegro, o qual sempre falo sobre minha admiração por ele...pessoa super acessível, humilde e que me faz tirar o chapéu sempre, sempre!!!!




*

segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Mais uma linha para minha lista de sonhos

Quando se apagam as luzes é que eu me vingo espiando as estrelas.
Campos de Carvalho

Mais uma linha para minha lista de sonhos, estupidamente, não realizados...
Estudar Campos de Carvalho era um sonho que, a cada dia, torna-se mais distante..Quem sabe um dia?
Ando cretina demais para me enfrentar.

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Sem forças para pensar...

Música da Adriana Calcanhoto que caiu como uma luva hoje....rs

Eu perco o chão
Eu não acho as palavras
Eu ando tão triste
Eu ando pela sala
Eu perco a hora
Eu chego no fim
Eu deixo a porta aberta
Eu não moro mais em mim...

Eu perco as chaves de casa
Eu perco o freio
Estou em milhares de cacos
Eu estou ao meio
Onde será
Que você está agora?...(2x)

quarta-feira, 14 de setembro de 2011

A semana vai e vem...

“Há, finalmente, quando temos sede e fome, alguém que nos enxota".”
Arthur Rimbaud

Eu adoro está frase tão sincera!!!

terça-feira, 30 de agosto de 2011

LALO ARIAS

"27/08/11A FÉ

eu viajo
eu escrevo livros
eu cozinho
têm noites
que eu choro
quase em silêncio
tenho dormido muito mal
desde que minha mãe
morreu
pra ser bem sincero
não durmo já faz
sete meses
também não consigo
me sentir bem
acordado
parece que certas coisas
caem o tempo todo
ao meu redor
coisas simples
como os dias
os dias
os dias
estão sempre caindo
ao meu redor


(agosto, 2011)"
ARIAS

terça-feira, 26 de julho de 2011

Eu preciso fugir deste lugar, Deus me tira daqui!!!


*vontade de jogar a responsabilidade na lata do lixo e ir embora...porque falta de educação me irrita, ignorância arrogante (sim ela existe) tb estressa...eu odeio este lugar....

domingo, 22 de maio de 2011

Muita coisa mudou em um ano...Deixei de querer muita coisa, passei a desejar demais outras..Pessoas que não deveriam ter ido foram e deixaram uma dor que às vezes vem como uma onda alta e que grita:"ESTAREI SEMPRE AQUI"...Estou aprendendo com a dor, mas tem muita coisa boa que vem por aí!!!

Aquele vento morno que é gostoso sem explicação
E assombra e sossega
Um desejo sonhado
Uma atitude almejada
Um beijo ganhado
Um novo que assusta
E conta que ele é amigo
a gente acredita
mas smpre desconfia....

terça-feira, 26 de abril de 2011

E QUEM DISSE QUE OLHAR SOMENTE PARA O PRÓPRIO UMBIGO NAO ERA FEIO? QUEM?

segunda-feira, 28 de março de 2011

ALGUÉM AÍ?? ALGUÉM PODE ME AJUDAR? PLEASE?

quarta-feira, 23 de março de 2011

Perâmbulo

Vamos esperar e saber no que dá,um mundo virado, estômago revirado e o medo que tritura alma.
Discrepâncias sentimentais, alma dilacerada e um leve desespero..Um paradoxo, quem sabe? 12 horas de sono e 3:30 da madrugada pensando na vida, na música que ainda ontem escutei.
Já comentei que minha música preferida é vento no litoral?? desde criança...
Nunca soube focar nada...alguns devem pensar que qualquer hora viro uma foca com a bola no nariz...Devo estar precisando de um porre, daqueles tipo elíada, que parece não ter fim...
Unhas roídas, desejos oprimidos e um olhar de cachorro sem dono...
Vem sono, vem sono...

quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

O REINO UNIVERSAL DA PICARETAGEM
velhacos vendem graças
pra desgraça alheia
almas bem fodidas
igrejas sempre cheias
lorotas milionárias
escroques indecentes
castelos habitados
por ratos e serpentes
celebridades big brother
pastores bad boy
vendendo a mãe o padre
e um lugar ao sol
o paraíso em prestações
melhores juros do mercado
deus meu, que bom negócio
jesus, muito obrigado


ademir assunção



* I'm Scared!!! Novos planos que me deixam com frio na barriga, daquele tipo que mistura sensação boa com medo do novo, da perda do controle e de não dar conta.
Acho que, com sempre, estou me cobrando demais.
Coraçaõ anda bem, quando acho que vou cansar (afinal tenho prazo de validade) sou surpreendida por olhos verdes que acordam com a borda azul, ou mesmo quase todo azul, aí me entrego na imensidão deles e fico rindo à toa!!!

segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

Saltitante

DUAS BOLAS, POR FAVOR - por Danuza Leão

Não há nada que me deixe mais frustrada do que pedir sorvete de sobremesa,contar os minutos até ele chegar e aí ver o garçom colocar na minha frente uma bolinha minúscula do meu sorvete preferido.
Uma só.
Quanto mais sofisticado o restaurante, menor a porção da sobremesa.
Aí a vontade que dá é de passar numa loja de conveniência, comprar um litro de sorvete bem cremoso e saborear em casa com direito a repetir quantas vezes a gente quiser, sem pensar em calorias, boas maneiras ou moderação.

O sorvete é só um exemplo do que tem sido nosso cotidiano.
A vida anda cheia de meias porções, de prazeres meia-boca, de aventuras pela metade.
A gente sai pra jantar, mas come pouco.
Vai à festa de casamento, mas resiste aos bombons.
conquista a chamada liberdade sexual, mas tem que fingir que é difícil (a imensa maioria das mulheres continua com pavor de ser rotulada de 'fácil').

Adora tomar um banho demorado, mas se contém pra não desperdiçar os recursos do planeta./

Tem vontade de ficar em casa vendo um dvd, esparramada no sofá, mas se obriga a ir malhar./

E por aí vai.

Tantos deveres, tanta preocupação em 'acertar', tanto empenho em passar na vida sem pegar recuperação...
Aí a vida vai ficando sem tempero, politicamente correta e existencialmente sem-graça, enquanto a gente vai ficando melancolicamente sem tesão...

Às vezes dá vontade de fazer tudo “errado”.
Deixar de lado a régua, o compasso, a bússola, a balança e os 10 mandamentos.
Ser ridícula, inadequada, incoerente e não estar nem aí pro que dizem e o que pensam a nosso respeito.
Recusar prazeres incompletos e meias porções.

Nós, que não aspiramos à santidade e estamos aqui de passagem, podemos (devemos?) desejar várias bolas de sorvete, bombons de muitos sabores, vários beijos bem dados, a água batendo sem pressa no corpo, o coração saciado.

Um dia a gente cria juízo.
Um dia...
Não tem que ser agora.

Por isso, garçom, por favor, me traga: cinco bolas de sorvete de chocolate...
Depois a gente vê como é que faz pra consertar o estrago.




* Ando sem paciência de escrever, mas ando bem completa, bem feliz!!

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

"Minha tribo é composta pelos meus fantasmas -
muitos dos quais nem conheço ainda. "
Campos de Carvalho

terça-feira, 25 de janeiro de 2011

Miss Imperfeita

'Eu não sirvo de exemplo para nada, mas, se você quer saber se isso é possível, me ofereço como piloto de testes. Sou a Miss Imperfeita, muito prazer. A imperfeita que faz tudo o que precisa fazer, como boa profissional, mãe, filha e mulher que também sou: trabalho todos os dias, ganho minha grana, vou ao supermercado, decido o cardápio das refeições, cuido dos filhos, marido (se tiver), telefono sempre para minha mãe, procuro minhas amigas, namoro, viajo, vou ao cinema, pago minhas contas, respondo a toneladas de e mails, faço revisões no dentista, mamografia, caminho meia hora diariamente, compro flores para casa, providencio os consertos domésticos e ainda faço as unhas e depilação!

E, entre uma coisa e outra, leio livros.

Portanto, sou ocupada, mas não uma workholic.

Por mais disciplinada e responsável que eu seja, aprendi duas coisinhas que operam milagres.

Primeiro: a dizer NÃO.

Segundo: a não sentir um pingo de culpa por dizer NÃO. Culpa por nada, aliás.

Existe a Coca Zero, o Fome Zero, o Recruta Zero. Pois inclua na sua lista a Culpa Zero.

Quando você nasceu, nenhum profeta adentrou a sala da maternidade e lhe apontou o dedo dizendo que a partir daquele momento você seria modelo para os outros..

Seu pai e sua mãe, acredite, não tiveram essa expectativa: tudo o que desejaram é que você não chorasse muito durante as madrugadas e mamasse direitinho.

Você não é Nossa Senhora.

Você é, humildemente, uma mulher.

E, se não aprender a delegar, a priorizar e a se divertir, bye-bye vida interessante. Porque vida interessante não é ter a agenda lotada, não é ser sempre politicamente correta, não é topar qualquer projeto por dinheiro, não é atender a todos e criar para si a falsa impressão de ser indispensável. É ter tempo.

Tempo para fazer nada.

Tempo para fazer tudo.

Tempo para dançar sozinha na sala.

Tempo para bisbilhotar uma loja de discos.

Tempo para sumir dois dias com seu amor.

Três dias..

Cinco dias!

Tempo para uma massagem.

Tempo para ver a novela.

Tempo para receber aquela sua amiga que é consultora de produtos de beleza.

Tempo para fazer um trabalho voluntário.

Tempo para procurar um abajur novo para seu quarto.

Tempo para conhecer outras pessoas.

Voltar a estudar.

Para engravidar.

Tempo para escrever um livro que você nem sabe se um dia será editado.

Tempo, principalmente, para descobrir que você pode ser perfeitamente organizada e profissional sem deixar de existir.

Porque nossa existência não é contabilizada por um relógio de ponto ou pela quantidade de memorandos virtuais que atolam nossa caixa postal.

Existir, a que será que se destina?

Destina-se a ter o tempo a favor, e não contra.

A mulher moderna anda muito antiga. Acredita que, se não for super, se não for mega, se não for uma executiva ISO 9000, não será bem avaliada. Está tentando provar não-sei-o-quê para não-sei-quem.

Precisa respeitar o mosaico de si mesma, privilegiar cada pedacinho de si.

Se o trabalho é um pedação de sua vida, ótimo!

Nada é mais elegante, charmoso e inteligente do que ser independente.
Mulher que se sustenta fica muito mais sexy e muito mais livre para ir e vir. Desde que lembre de separar alguns bons momentos da semana para usufruir essa independência, senão é escravidão, a mesma que nos mantinha trancafiadas em casa, espiando a vida pela janela.

Desacelerar tem um custo. Talvez seja preciso esquecer a bolsa Prada, o hotel decorado pelo Philippe Starck e o batom da M.A.C.
Mas, se você precisa vender a alma ao diabo para ter tudo isso, francamente, está precisando rever seus valores.

E descobrir que uma bolsa de palha, uma pousadinha rústica à beira-mar e o rosto lavado (ok, esqueça o rosto lavado) podem ser prazeres cinco estrelas e nos dar uma nova perspectiva sobre o que é, afinal, uma vida interessante'

*Martha Medeiros na Revista do Jornal O Globo



** Será que não querer saber mais é começo de esquecimento?
Ah estou saltitante mesmo! Feliz pela Thá, com saudades da Bu e gabi...
O gui tem sido a representação de minha ausencia "paradoxal".

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Eu preciso de um pouco de paz...Deus do céu paz, paz, paz, paz..........
Perdi o controle e isso irrita e machuca..mas eu preciso digerir as coisas, as dores, entretanto, não tenho mais estômago....

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

“Suponho que me entender não é uma questão de inteligência e sim de sentir, de entrar em contato…Ou toca, ou não toca.” (Clarice Lispector)
"Porque o fogo que me faz arder é o mesmo que me ilumina."(La Boétie , Étienne)
Hoje sou plágio ambulante com dignidade... rs
* tanta saudade esta semana...mãe, thá, gui, pitukas da pós e de SP...um vazio sem fim!!!!

Sonho De Uma Flauta
O Teatro Mágico

Nem toda palavra é
Aquilo que o dicionário diz
Nem todo pedaço de pedra
Se parece com tijolo ou com pedra de giz

Avião parece passarinho
Que não sabe bater asa
Passarinho voando longe
Parece borboleta que fugiu de casa

Borboleta parece flor
Que o vento tirou pra dançar
Flor parece a gente
Pois somos semente do que ainda virá

A gente parece formiga
Lá de cima do avião
O céu parece um chão de areia
Parece descanso pra minha oração

A nuvem parece fumaça
Tem gente que acha que ela é algodão
Algodão as vezes é doce
Mas as vezes não doce não

Sonho parece verdade
Quando a gente esquece de acordar
E o dia parece metade
Quando a gente acorda e esquece de levantar
Ah e o mundo é perfeito
Hum e o mundo é perfeito
E o mundo é perfeito

Eu não pareço meu pai
Nem pareço com meu irmão
Sei que toda mãe é santa
Mas a incerteza traz inspiração

Tem beijo que parece mordida
Tem mordida que parece carinho
Tem carinho que parece briga
Tem briga que aparece pra trazer sorriso

Tem sorriso que parece choro
Tem choro que é por alegria
Tem dia que parece noite
E a tristeza parece poesia

Tem motivo pra viver de novo
Tem o novo que quer ter motivo
Tem aquele que parece feio
Mas o coração nos diz que é o mais bonito

Descobrir o verdadeiro sentido das coisas
é querer saber demais
Querer saber demais

Sonho parece verdade
Quando a gente esquece de acordar
E o dia parece metade
Quando a gente acorda e esquece de levantar
Ah e o mundo é perfeito
Mas o mundo é perfeito
O mundo é perfeito…

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

continuando...

e TERMINOU....foi muito bom enquanto durou...e só!
A vida continua e posso dizer que a felicidade tem tomado conta de mim quando sento no bar da Gabi com a Thá e apesar do mundo incerto a certeza de sentimentos bons, risos sinceros e lágrimas de uma alma que é só intensidade...
Bom sentir que, agora, minha amiga está certa de como tudo tende a ser bom demais..e o que não for a gente fará ser!!!!(simsim..eu tb farei com vc Thá)
Bom demais saber que tenho a Thá...e a Bru, e a NI....e o GUI...
SIM SIM Guilherme é o nome do meu sorriso pueril e saltitante... é meu grito de alerta nas horas que a voz não saí...é minha carta na manga!!!
E quem disse que a gente não ama???
Deve ser amor achar minha cama grande demais pra mim!!!!

Ahh adorei o post minha flor: Poderia ser esboço tb...hahahaha de quem é?

"Pra mim há uma linha tênue entre a felicidade e a tristeza. Entre se sentir bem e se sentir um lixo. Entre gostar demais e não se importar. Nasci assim, isso é meu. E gosto de ser assim, apesar de quase ninguém entender. Não me permito sofrer demais, pelo menos por enquanto. Aquilo que não vale a pena, eu faço pra ver no que dá. Aquilo que vale, eu faço porque acredito... e eu nunca sei se vale ou não. Gosto de me contradizer, acho que ninguém pode ter uma opinião sobre tudo, não existem verdades universais além das leis de Newton e de que TUDO te mata um pouco, de alguma forma. Como a Lispector, acho que liberdade é muito pouco e busco o que não tem nome... mas adoro me doar a outra pessoa. Sou estranha, todos me agradam de uma certa forma, mas quase ninguém de outra. Quem me olha na rua vê alguém que busca o que não compreende, que busca o que fascina. Sou promíscua... quem não é? Tenho várias faces... quem não tem? Busco coisas que nunca vou ter... quem não busca? Sinto saudades do que não tive... e quem não sente?"

sábado, 25 de setembro de 2010

Acabando...

Acho que dentro de 20 minutos termino a pós...alívio sem fim, como nunca senti...E tudo que eu sempre amei (estudar por exemplo) deixa de ser meu foco, ao menos neste capítulo...
Resolvi viver e fazer aquilo que minha mãe sempre pediu...ser menos responsável e mais feliz. A felicidade deve estar com a responsabilidade em todos os casos..no meu não estava...Não tenho medidas, costumo ser extremista e continuo assim quando o assunto é felicidade....a aula acabou...depois termino aqui...uhuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu´Cerveja coma galera...que fará muita falta

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Só sei que cada lugar da minha casa tem uma lembrança sua....vc está, de forma assustadora e gostosa, tornando-se parte dela e de mim...Como faço agora??? Ela já não tem graça nem sentindo sem vc andando por ela...assim como minha vida tá ficando meio sem sentido só de saber que a cada segundo (sim sim vc saiu daqui há segundos)está mais distante do meu corpo....quero que todos saibam sim!!!!!! este é meu homem e é ele que quero e preciso que me leve para casa...sempre!!!!
* o repertório de todas as nossas noites esses dias não me deixa ficar sem sentir seu cheiro..sem ouvir, em pensamentos, sua respiraçao e seu sono pesado...Quero e preciso sempre de vc gui!!!!!!

tempos...

Eu juro que escrevi um texto lindo...sobre toda esta fase e perda...mas, por algum motivo, perdi tudo..
Fica aqui registrado o dia que eu senti dor..pq tá doendo sim..mas que tb resolvi continuar...Por vc mãe....

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Tem gente que acha
Tem gente que ama, que engana
A lâmpada esquenta
A saudade aumenta
A cerveja amarra
o café amarga
Saltitante, faz do mundo biscoitos coloridos..
Sopa de letrinhas
Sorvete sabor danoninho
Dança
Dança
faz do amor gonzaguino um amor bukowskiano
arruma na lembrança um espaço para coisas que não existiram
dorme de olhos abertos
sente cheiro, pede beijo
Acorda cedo demais,
tarde demais..
Às vezes fosse melhor não ter dormido
Nem sonhado...

dea

* um dia viro gente de verdade!!!
Preciso voltar para casa e ler meus livros.. Meu mundo não é mais uma peça..tá virando uma novela mexicana..isso me irrita...

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Eu sei que sou intensa demais tb, odeio demais, deixo de odiar mais rápido ainda, amo estupidamente, e quero demais da conta!!!!
Saltitante vou descobrindo que ser assim nem é tão ruim.ser assim é ser verdadeira demais, é não medir para ser feliz e tentar tirar forças de algum lugar que não sei qual é...

*Eu assusto com minha capacidade de esquecer as coisas!!!!!!

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Não estou conseguindo fazer conta alguma...tento, tento e até trabalho mas o máximo que consigo fazer é contar os minutos..os quais devem estar perto de 27.360...
Coisa esquisita esta vontade louca e desmedida..Ai como é bom saber que as coisas podem ser diferentes e eu resolvo me permitir....
Permitir sentir o cheiro só com a lembrança, sonhar acordada e não ter medo de mais nada!!!
Eita mulher maravilha...

Letra: Carlos Tê
...
"Nem sempre encontro o melhor termo,
Nem sempre escolho o melhor modo.
Devia ser como no cinema,
A língua inglesa fica sempre bem
E nunca atraiçoa ninguém.
O teu mundo está tão perto do meu
E o que digo está tão longe,
......
não sei porquê este embaraço
Que mais parece que só te estimo.
E até nos momentos em que digo que não quero.."

Eu quero!!!



*Ah e vem parte de mim para acrescentar mais felicidade... Parabéns Thá...você merece!!!!!

Thá resolvi fazer da minha felicidade aqueles doces que mãe faz e parecem não ter prazo de validade...

quinta-feira, 22 de julho de 2010

eu querooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooo
mais, de novo, em dobro...
*estou saltitante e um pouco assustada comigo..rs
medinho que bate por querer demais...Há tempos não perdia a noção das coisas....e isso é bom demais...pena que dura pouco...e dura pouco msm, como sempre...quer esperar para saber? rs

terça-feira, 20 de julho de 2010

A vida volta, aos poucos, ao normal...
Tempo para ter saudade das pessoas queridas sem estar sozinha, chorando num canto...
Tempo para rir sozinha, cantar e gritar dirigindo..
Tempo para ter vontade de sentar num bar, de dançar, de abraçar...Ah..ando encantada!!!
Bom demais saber que ainda posso me encantar com pessoas novas, novos sorrisos e novos olhares...e que olhares!!
Ando com frio no estômago e sonhando acordada!!
Dias gostosos assim me remetem à poesia do Marcelo Montenegro..

Grutas

À paisagem gravitam
Nas grutas do invisível
Pequenas ou grandes coisas
Que não se explicam
E aparecem
E passam
Evaporam
E chovem no meio do mar
A gente nunca sabe a hora
E é sempre a hora exata
De se olhar

quinta-feira, 8 de julho de 2010

É em momentos como esse que dá para saber exatamente qual é “a dor e a delícia de ser o que é”...

Tentando parecer forte!!! Força vida minha!!!

*e tudo dará certo mãe, pq sua dor é minha dor...
Como vc escreveu uma vez, somos "uma" só!!!

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Acho que preciso de um tempo para me descobrir e amar...

A respiração fica na mente e a música no lábio...
ando com medo de mim mesma...

FECHADA PARA BALANÇO

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Outrora ri da vida, fiz do pranto o canto inexplicável da solidão,
Busquei o complexo, pois sem nexo ficou
Como assim? Não há de se perder um tempo em um vão momento?
Morrer em vida, curar a ferida ,esquecer da dor...
Doce ilusão... quanta saudade sinto agora,
Não quero mais outrora, quero o futuro esperando a vida,
Sendo compelida a brincar de ser feliz...
autoria: nice

* e quem disse que não tenho amiga poeta? rs
Domingo fantástico para provar que a vida vale a pena, que vale ser vivida...
Obrigada minha flor..

quarta-feira, 9 de junho de 2010

Preciso mudar...

Ainda acho que:


quando a gente ama,
cansa, dança
e pensa que é feliz....

quarta-feira, 7 de abril de 2010

Monumento a um jovem monolito

Ao completar trinta anos, você ganhará os olhos duros dos sobreviventes. Só verá sua amada na parte da manhã e da noite, só encontrará seus pais de vinte em vinte dias. E quando seus velhos morrerem, você ganhará um dia de folga para soluçar e gritar que deveria ter ficado mais próximo deles. Sorria, você é um jovem monolito e a vida vai ser pedrada. O trabalho é uma grande cadeia e você sentirá muito alívio por ter uma. A cadeia engrandece o homem. E o sangue do dinheiro tem poder. Reze. Reze ajoelhado por uma carreira, dê a sua vida por ela. Viva como todo mundo vive, você não é melhor que ninguém. Porque o dinheiro move montanhas, o dinheiro é a igreja que lhe dará o céu. Sorria, você é um jovem monolito e o mundo é uma pedreira. Eles irão moer você todinho. De brinde, muitos domingos para chorar sua falta de tempo ou operar uma tendinite. Nas terríveis noites de domingo, beba. Beba para conseguir dormir e abraçar mais uma monstruosa segunda-feira. Aquela segunda-feira que deixa cacetes moles e xoxotas secas para sempre. A vida é uma grande seca, mas ninguém sente calor: Nas salas refrigeradas, seus colegas de trabalho fabricam informação e, frios, sonham com o dia dez do próximo mês. Você é o Babaca do Dia Dez, não há como mudar o seu próprio destino. Babaca que acorda assustado, porque ninguém deve atrasar mais de vinte e cinco minutos. Eles descontam em folha e você é refém da folha, do salário, do medo. Ninguém tem o direito de ser feliz, mas você ganhará a sua esmola de seis feriados por ano. E todos nós vamos enfrentar, juntos, um imenso engarrafamento até a praia. Para fingir que ainda estamos vivos. Para mostrar que ainda somos capazes de sentir prazer. Para tomar um porre de caipirinha sentado em uma cadeirinha de praia. É uma grande solução. E você ainda ganhará quinze dias de férias para consertar a persiana, pagar contas, fazer uma bateria de exames. Ninguém quer morrer do coração, ninguém quer viver de coração. Eu não duvido da sua capacidade de vencer: Lembre disso no primeiro divórcio, no primeiro infarto, no primeiro AVC.

fonte:http://malvados.wordpress.com/2009/09/05/monumento-a-um-jovem-monolito/
Indicado pelo grande Luiz..salve!!!


* e tem terças que a gente fica mais chata, depressiva, covarde, enfim..apela para a paciência de grandes amigos..
Fiquei pensativa sobre o medo.
Quando somos crianças temos a coragem maior do mundo..
O tempo passa e sou apresentada ao medo..
medo de não mudar o mundo, de não me apaixonar, de não conseguir resolver os meus problemas mais idiotas ou mais difíceis..medo de ficar sozinha..
***** De algum jeito vai passar....

quinta-feira, 25 de março de 2010

Eu, definitivamente, não sei em quem , nem mais naquilo que devo acreditar...
Saudade de pessoas verdadeiras e que não me fazem mal...

quando a gente ama,
cansa, dança e pensa que é feliz....

terça-feira, 23 de março de 2010

É fato que o ser humano precisa melhorar, e grande parte, tenta mesmo. Nos últimos tempos percebi como é bacana a sensação de conviver com pessoas, mundos, histórias, realidades tão discrepantes, isso é muito bom. Lembro que na adolescência a necessidade que eu e mais meio mundo tinha era de estar com pessoas que pensavam igual, agiam, consideravelmente, igual e gostavam das mesmas coisas. O tempo passou e hoje percebo a graça num mundo diferente do meu, melhor ou pior, seja como for, diferente.
Aprendo mais, dou mais gargalhadas com as babaquices alheias ou minhas, enfim..e se ando insana por dinheiro, carreira, e tudo que não costuma fazer mundo bem, procuro estar perto de pessoas que vivem, e muito bem, sem nem mesmo querer meia parcela disso..e caio na real de que o q fica é o q hj, menos interessa....

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Tentando, querendo, tentado, querendo...

Sem conseguir pensar,
O tempo pensa que é dono
E o dono pensa que vai pensar
Tudo fica assim, saltitante...


Eu preciso fazer "n" coisas para superar uma fase que não consigo fazer passar..
Passo os dias reclamando e tentando pensar naquilo que eu, definitivamente, deveria fazer, mas não faço..
Sabe quando nem é tão absurdo assim mas as coisas parecem um turbilhão na cabeça, as horas parecem que batem as asas e no final das contas você não tinha nada para fazr que fosse, suficientemente, bacana a ponto de ter ânimo??? (eu também não tenho feito esforço nenhum, para nada, tá certo)
As coisas precisam melhorar...hoje vou procurar casa para morar, sexta tem festinha em Assis e eu preciso me divertir.
Não ando sendo boa cia. e nem eu me aguento....

“Há, finalmente, quando temos sede e fome, alguém que nos enxota".” Rimbaud

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Márcia Gori
"O texto abaixo resume a filosofia de vida que eu sigo: As grandes conquistas acontecem quando você vai um pouco além do ponto onde a maioria das pessoas teria desistido. A diferença entre aquele que alcança grande sucesso e o que apenas consegue se virar é a disposição para fazer o que for necessário, pelo tempo que for preciso, até atingir seu objetivo. Quão longe você está de alcançar seu objetivo? Se desistir antes de atingi-lo, você estará infinitamente distante. Comprometa-se a seguir em frente e, quando você menos espera, terá chegado lá. Vá além do ponto onde outros estão dispostos a ir. Faça um esforço a mais. O tempo vai passar, quer você faça uso dele ou não. Faz sentido usar cada segundo da melhor maneira possível. Dê um pouco mais do que os outros estão dispostos a dar, seja um pouco mais paciente, seja um pouco mais curioso, seja um pouco mais responsável, aprenda um pouco mais, e isso fará toda a diferença na sua vida. "
E quem disse entre os cálculos eu não encontrei algo bacana...
Ando de saco bem cheio de contas...alguém tira os números de perto de mim, please!!!!

Eu superarei tudo isso..pode crer!!!

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

momento capitalista selvagem, geração coca- cola, seja o q for

E todo ser humano vive isso, confeso que não quero viver, apenas passar por este problema...
Ainda chegará o dia que falta de dinheiro não será um problema meu e eu quebrarei a banca!!!!
...enquanto isso, trabalha izaura!!!!
Aiiiiiiiiiiiiii..um dia eu terei grana..ou estarei abstraída de tudo isso e vendendo brinco de qualquer coisa na praia...Juro que farei desconto para vc!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

eu concordo!!

Discuto para não ter que concordar, brigo por isso, falo alto, solto um palavrão mas no final acabo concordando com Fernando Pessoa:
"Viver é não conseguir."
Aiiii respira fundo, esta é a curva antes do fim do mundo e vamos fundo!!!
1, 2, 3, 4, 5...sem paciência para coisas novas hoje, às vezes, é melhor ficar até 1 da matina assitindo um bom filme!!!

ainda é dia? é como virar as costas e andar sabendo que o que fica é o melhor que você teve em vida
uma foto rasgada,uma mensagem apagada,uma pétala murcha
você perde,
você anda,
você ganha
não adianta fingir:
são tesouros que ficam pra trás
(abril, 2009) lalo arias

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Se ela dança, eu danço!!!!!!!

Porque descobri que adoro ficar de saco cheio...Acho que sou workholic!!!
Distância de certas pessoas e coisas, às vezes, faz bem!!!!!
Que venha 2010 pra aprontar mais e mais!!!
Baixaria!!!!!!!!!!!!!!!!! hehe

Retomando minhas leituras e blogs...
Welcome!!!

domingo, 3 de janeiro de 2010

lista para 2010

Costumo fazer, mentalmente, uma lista de tudo que não farei mais...eu nunca deixo de fazer..Este ano decidi fazer uma lista do que eu quero fazer mais...
- beber mais
- namorar mais (no sentido carnal da coisa msm)
- dançar mais
- viajar bem mais
- gastar maisssss e maisssss
- mais irresponsável
- rir mais


Ahhh eu descobri que minha paciência é curta....e tenho pavor de gente lerda....e de gente mal resolvida!!!!
A viagem foi bem legal...conheci pessoas fantásticas e pessoas nem tão fantásticas assim, mas valeu a pena!!!!

sábado, 19 de dezembro de 2009

E tem coisas que eu não quero saber.... tive um sonho tão bommmmmmmmmm...há tempo não sonhava...

quinta-feira, 10 de dezembro de 2009

Alguém tem interesse em comprar sonhos, publicar medos, alugar desejos reprimidos e pensamentos inacabados???
Alguém iria ler páginas escritas não a lápis mas com lágrimas???
Beberia desgosto, engoliria frustrações????
A vida não tem sido uma peça fantástica, os atores não satisfazem a platéia e eu ando com vontade de fechar a cortina por algum tempo..Alguém pega a outra ponta para mim???

terça-feira, 8 de dezembro de 2009

E o caos continua...

Saber da existência de artistas como Mario Bortolotto me deixa acreditar que este caos tem jeito...Um caos que precisa de gente que grita com a coragem de artistas assim, os quais passam seus dedos na ferida de uma sociedade anormal, sim, não considero normal quando acreditam na própria mentira...
A única violência que podem assimilar ao trabalho de alguns artistas como ele é uma violência por meio das palavras...(verdade é violência aos olhos e ouvidos de alguns). Palavras apenas agressivas que exprimem os mais sinceros descontentamentos perante uma sociedade repleta de vícios estruturais e desiguais... Palavras que apenas soam violentas por refletir indignação, questionamentos. Uma violência que, num contexto cultural, é mais um grito de alerta!!!

* recebi vários emails de pessoas proximas do cara divulgando diversas formas de manifestação e apoio... isso é fantástico e faz o mundo valer a pena!!!

quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

doida de pedra

Às vezes me pego pesquisando coisas estranhas, querendo saber de pessoas estranhas e, decidamente, eu me sinto estranha...
Preciso parar com a mania de querer saber tudo...parar de ter vontade de consultar serasa de todos (serasa no sentido de saber tudo, não literal) até pq eu pouco me importo sobre sua vida financeira.... Ahhh vou traduzir: mania da porra do twitter que não tenho..
Ando estranha mesmo, é sério!!! vontade absurda de estar bem, rindo com msn, fudidamente apaixonada e com tempo sobrando para fazer nada, isso é estranho e parece humor negro!!!
Pq paixonite (ainda acho cretinisse aguda, mas tudo bem) tem humor negro para mim??
Alguém aí????

*Amanhã vou cadastrar este caramba de twintter..e tb pretendo parar de falar palavrão e de comer...!!!
aiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii gordaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!!
AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA e amanhã tem jantinha com a Thá...e tem risos..eba!!! Itapipoca tem graça nesses dias!!!

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

Amor?

Ahhh como queria saber pq me recriminar!!!!
Eu já amei sem conhecer pq já me desiludi achando que conhecia muito.....
Sou mortal, quero ser mortal até o segundo que é final...
Quero achar que conquistarei amores quase impossíveis ou que manterei amores quase inexistentes, mesmo nunca conseguindo!!!
Eu passaria meus dias nesta cidade irritante por um amor....
Amor??? Eu sinto amor quando escuto Paolo Nutino no último volume, qdo janto com a Thá, qdo espero que o Caprio ligue, qdo vejo uma msg da Bruna dizendo " Saudade de vc mulher!", qdo o Matheus deixa um recado num post qlq, qdo rezo p que o Lu venha passar o Natal aqui e quando desconhecidos me fazem amar...
Rezo pouco, eu sei disso!!!! Mas o q parece pouco é tudo, tão tudo p mim....

Amooo , amo de um jeito irritante, mas amo...

sábado, 14 de novembro de 2009

Cretina e só!

Poucas pessoas conseguem me fazer sentir a Cretina..poucas pessoas...Mas hj me senti..e rídicula..e o mundo nao parou para eu pegar meus pedaços, mais um vez...
Aleee vc é fantastico ...

quarta-feira, 11 de novembro de 2009

"Porque falar de amor requer paciência, coragem e botânica
Deve-se estudar caligrafia, música instrumental e cinema-mudo
Taj Mahal, Aleijadinho e grego antigo ..."
http://agentenous.blogspot.com/2009/11/aquele.html?showComment=1257983880351#c3325225568567512417


Eu queria que amor fosse rir diante de um computador ou ao telefone só por saber da existência de um ser do outro lado, simples assim!!!! Mas desisti de descobri qdo imaginei que necessitaria de paciência, e de coragem e de tantas outras coisas que não quero hoje!!!!!

* Eu ando rindo a toa!!!

domingo, 8 de novembro de 2009

AIAIAI

Aquele dia que necessita de distâncias....quero afastar tudo que não faço parte e isso pode ser até algo que faz parte de mim..Ando, fudidamente, apaixonada como diz o Schell, nunca sabendo até que ponto tudo isso é muito bom.
Descobri novamente uma tecla da minha vida, o foda-se, e isso deve estar me fazendo bem..queria saber tanta coisa. Queria saber se ainda posso ouvir Alanis como a mesma menina que era, ou se posso ouvir com a certeza de que não vou chorar mais nem levantar daqui querendo resolver o mundo.
Itápolis está bem longe do que quero para mim, mas encontro tanta gente boa, a cada dia uma nova. Quando estou muito irritada com tudo isso me apego na certeza de que se não fosse Itápolis pessoas como a Bruna, a Thá, o marcos, a ro e..não fariam parte de mim como fazem...
E muito bom chegar com um big mac que faz a bubu pular de alegria e sentar... e comer com ela, frio msm..e pedir um cigarro mesmo querendo parar...é tudo tão bom...e quero um final de ano fantástico...
Eu quero, queroooooooooooo quero tanta gente aqui pertinho e quero tudo que tenho direito.
MAs descobri em minha aula de planejamento estratégico este fds q não posso querer nada além fazendo as mesmas coisas...e que preciso sair da minha zona de conforto...
Ahhh a pós tem sido muito bacana, as pessoas que fazem meu sábado menos entediante são fantásticas e quero todas como este fds..num bar, procurando a melhor forma de passar um fim de ano pertinho um do outro....

segunda-feira, 2 de novembro de 2009

Ouça seus pais...

Dia 2 de novembro de 2009 começo a achar que eles tinham razão...
Eu, realmente, só consigo descobrir num contexto estúpido e com músicas irritantes.Mas eu sou o exagero materializado, já disse isso.Não consigo gostar de ninguém com o tempo, ele apenas aumenta, sou de instantes que não deixam o tempo fazer milagres.E a única coisa que percebo é que o possível amor de toda uma minha vida já tem o seu, e ele é tão perfeito por isso...Uma vida em algumas horas..
Tem que ser Andrea, não tem jeito.Sou a única pessoa capaz de fazer em segundos uma vida ser a mais perfeita ou imperfeita.
E tudo acaba numa padaria, com minhas risadas solitárias e sendo aplaudida pelas balconistas. E elas gravam minha frase (eu nunca mais farei isso)..
Preciso dormir..há 25 horas não descanso.....um dia cheio de absurdos...até achar que encontrou seu amor em meio ao cansaço e irritação...
** SimSim eu tb amo algo além de meus amigos...por minutos, pessoas impossíveis...mas não me julguem..o mundo não costuma ser justo comigo.
Ahhh estou escutando a Dolores (The cranberries) e a voz dela é tudo que eu queria ser....e zombie é fantástica...e tb New Radicals.. someday we'll now..Quem sabe um dia eu não descubro que tudo isso é tolice e eu nao sou capaz de amar ninguem...

domingo, 1 de novembro de 2009

em 4 de dezembro de 2008 - Someday We'll Know

Gosto de lembrar das coisas boas qdo tudo é tão caos, tao cão..

Uma dose de ar basta!
Ser o álcool que percorre seu sangue
Aliviando a dor,
Ludibriando os sonhos e a garra.
Ser a sua carência, que não é sua,
Que não é minha, é nossa.
Nosso mundinho de desejos reprimidos,de olhos espelhados,
simsim espelho da alma,
Olhos que transbordam desejo de fechar a cortina
Correr para trás do palco,
Do palco não, do mundo que fingimos viver..
Não precisamos de platéia, na verdade
A platéia incomoda

* Algumas noites me provam quão delicioso é o ar...o mesmo ar.


Ahhh adorei o último post da Thá e, mais uma vez, ela tira as palavras de dentro de mim...
"meus retalhos
Oct. 23rd, 2009 03:07 pmmirror: vontade de abraçar singin' with: skank
eu sinto que preciso estar sempre me apaixonando. como uma viciada naquele sentimento bom do bater das asas das borboletas dentro do meu estômago. sou tão subversiva e apaixonada, que minha loucura por alguns me transforma um pouco em cada um deles, e a cada paixão sou menos eu e mais vocês. e então as pessoas se perdem, as paixões esfriam ou não, mas o tempo e as pessoas acabam sempre passando. sinto falta do frio na barriga, sinto falta de coisas pequenas que o tempo não apaga. sinto falta de vocês e também sinto falta do que eu era ao lado de vocês. uma saudade louca do que eu fui em algum momento, ao lado de algum amor, que hoje é, ainda, um pedaço de mim. não é bem a saudade de coisas que vi, que fiz, ou de lugares em que estive, é sempre a saudade da presença do amor de vocês ao meu lado, me subvertendo àquelas sensações, àqueles sentimentos, e a tudo o que me tornei depois daquele instante. o tempo está passando rápido demais e as saudades estão se acumulando. medo de me esquecer daquilo que um dia fui por amor, dos meus pedaços. medo de me perder de vocês, como uma colcha de retalhos desprendidos e desbotados, que eu não quero nunca me desfazer. * saudades... preciso dizer mais alguma coisa? http://believes.livejournal.com/

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Com sede de amor, de vida, de paixão, de desejo....ai como amo ouvir certa voz, receber uma certa visita, jantar com uma boa cia....perceber alguma alegria ou, simplesmente, saber que quero tudo!!!
Tô tão feliz com minha decisão, minha desistência..conto os dias.
A faita rola...eu fico aqui rindo como louca de tudo isso!!!!

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

queria q tudo na minha vida fosse assim, como hoje... eba!!!
Amo..com todas as conjugações

segunda-feira, 5 de outubro de 2009

sentindo o cheiro....

Depois de quase 14 h de sono sabe o q precisava??
De mais 4h e depois..de mais 8 h.
Assim vou retomando tudo..avaliando tudo e descobrindo o poder de um bom sono..
A cia. melhora, a vontade de viver aflora e já não me culpo tanto...
Tá certo que estas horas me restringiram a um almoço de domingo que deve ter sido fantástico, ao café em família que nunca é demais e ao café da tarde com pão cilindrado com o amor e carinho que só uma mãe sabe bem o q é...Mas eu precisava...
A vida tomava um rumo desnecessário e nojento...agora vai assim..como gosto, querendo mais, mais e mais...Minha volta definitiva já tem data marcada, demorada, mas marcada e decidida...6 anos passaram tão rápido..mais alguns na serão nada...Somente o fato de, no fundo, não querer mais tudo isso aqui já me faz bem...e ficam os planos, as cervejas marcadas, as lutas mais duras....AH... pela primeira vez, desistir não está me machucando tanto...
EU NÃO QUERO MUDAR O MUNDO DE NINGUEM...O MEU JÁ MUDA INSACIAVELMENTE E TÁ BOM....

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

De novo????

Ando com medo do ser humano, do mundo, da vida. Talvez seja o medo que me faça querer dormir tanto, deixar escuro para o mundo não me encontrar. Detesto ter que aceitar que me engano, que as pessoas me enganam quando eu acredito que estou no comando da situação...
Detesto achar que perdi o controle do incontrolável.
A vida vai assim..sem bebidas, sem amores, sem desejos, acho que sem graça.
Os amigos parecem distantes e felizes...Isto é a única coisa que me conforta....vê-los apaixonados, realizados e saltitantes....Acho que felicidade e Andrea não podem caminhar de mãos dadas...
Vou ficando assim...distante de tudo e de todos..Não por nada, apenas não estou conseguindo fazer bem para mim...quem dirá para vocês.

* fica registrado aqui o dia que desejei que itápolis acabasse...Vontade de pegar a estrada .....

Pq de novo?

Pq é sempre assim....amanhã acordarei bem disposta...E a dor de hj não será tão insupotável assim...
Vamos engolir com o café?? Faz parte do meu dia a dia. Ficar em Itápolis me prova, cada dia mais, como sou cretina e covarde!!!

Ahhh lembrei de um cara q curti muito, mas por muito pouco tempo (como tudo) pq depois a vida me jogou no olho do furacao nao tinha mais tempo e não era mais miragem..
Jay VAquer...qdo tiver tempo vou procurar saber dele..sumiu (boas lembranças da época que escutei ele...)
http://www.youtube.com/watch?v=62n0VkswYMU&feature=related
Um flash, sem eira nem beiraNão diga besteiraÉ bom você saberMerece, respeito é bom e eu gostoAposto que seu gosto é duvidoso
E é tão claro que o que foi já não é mais vantagemVai pela sombra e o que sobra é a, a miragemE é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagemVai pela sombra e o que sobra é miragem
Esquece que o jogo é jogadoE deixa de lado o resultadoNão vale nadaConhece de trás pra frente, o verso todoRimando com a situação
E é tão claro que o que foi já não é mais vantagemVai pela sombra e o que sobra é a, a miragemE é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagemVai pela sombra e o que sobra é miragem
Parceria só com quem convém não tem o menor cabimentoJá não vale um vintém nem penar do meu consentimento
E é tão claro que o que foi já não é mais vantagemVai pela sombra e o que sobra é a, a miragemE é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagemVai pela sombra e o que sobra é miragemE é tão claro que o que foi já não é mais vantagemVai pela sombra e o que sobra é a miragemE é tão fácil separar o que foi e o que não foi bobagemVai pela sombra e o que sobra é miragemA miragem... A miragem... MI-RA-GEM

domingo, 6 de setembro de 2009

A importância por me importar...

A estrada não tem fim, às vezes, a dor também não e passa à sua esquerda a felicidade..como o carro a 180 km/h...
A gente chora, chora, ri, ri mais um pouco, bebe, jura que não exagerará novamente, e bebe de novo. Dormi jurando que amanha será diferente, e fará diferente...Não é,não faz!!
Acorda com uma dor de estômago irritante e acredita que emagrecerá...
Não quero nada fazendo parte da minha vida que eu não faça parte..
Uma vida é cheia de retalhos...sempre há uma pedaço do seu retalho em outra roupa...

Há um bom tempo, qdo eu ainda achava que o amor mudaria o mundo, eu ficava apaixonada e o mundo era a lantejoula que dava todo o charme ao meu desenho colorido...
O amor não muda o mundo, o paete não tem charme e lantejoula nunca fica sem cola demais.
Atitude e amor são coisas dicotômicas..Uma vive bem sem a outra!

Não quero mais saber de muita coisa!!! E hoje joguei muita coisa fora!

Muito bem, obrigada!

sábado, 25 de julho de 2009

http://www.youtube.com/watch?v=uesIbOfT8hk

Come and seeI swear by now I'm playing time against my troublesI'm coming slow but speedingDo you wish a dance and whileI'm in the frontThe play on time is wonBut the difficulty is coming hereI will go in this wayAnd find my own way outI won't tell you to stayBut I'm coming to much moreMeAll at once the ghosts come backReeling in you nowWhat if they came down crushingRemember when I used to play forall of the loneliness that nobodynotices nowI'm begging slow I'm coming hereOnly waiting I wanted to stayI wanted to play,I wanted to love youI'm only this farAnd only tomorrow leads my wayI'm coming waltzing back andmoving into your headPlease, I wouldn't pass this byI wouldn't take any more thanWhat sort of man goes byI will bring waterWhy won't you ever be gladIt melts into wonderI came in praying for youWhy won't you runin the rain and playLet the tears splash all over you...


**** sem saco...preciso de um tempo!!!!!!!

domingo, 28 de junho de 2009

A eterna relação de amor e ódio... e tem gente que não merece a amizade, o carinho, o respeito, mas sempre terá...
Outro dia num bar com o Luiz conversávamos sobre situações indescritíveis, sobre as pessoas que não tem sensibilidade para entender determinados fatos..mas a vida é assim!
Alguns sentem no olhar, outros não sentem nem ao verbalizar..eita mundo carente que nos faz rir!!!

Domingos me deixam nostálgica demais e não posso parar!!! Lembro dos projetos que não lutei, das pessoas que admirava e me distanciei..
Acho que trocar emails com meu (antigo e eterno) orientador me fez parar para pensar em tudo que estou fazendo da minha carreira. Foi como se o Edison tivesse feito um pergunta irritante: " E as muletas são confortáveis?" Acho que ele deveria ter perguntado, eu teria acordado!!!
Fico pensativa por querer tudo, tudo, mais um pouco e o resto do mundo também.. Querer e não fazer nada por tudo me chateia..

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Fogos e mais fogos...

Hoje é um dia muito especial, e quando digo especial não comparem com nada, pq é o dia de uma pessoa mais que especial, e posso dizer que é incomparável...
Já postei muitas e muitas vezes este poema da greta, mas não me canso..coisa boa nunca cansa...

Pra vc thá:

Lá vou eusalto alto e colar de pérolas
procurar alguma coisa no asfalto.
Saio e ouço palavras sem nexo
sentido complexo, irreal
ouço um blues metafísico
cruel, abafado, multissilábico
um blues perdido
que fala de uma mocinha
que fala alto
procurando olhares no asfalto.
E ela grita, por engano
mezzo-soprano:
Já é quase fim do ano
já é quase mês de outubro
quero tudo que foi perdido
tudo que a cartomante havia prometido
tudo que a gente tinha combinado.
A mocinha da música muda de lado
e vira desenho animado
muda a trilha sonora
agora é Tom Waits na vitrola
ela ri, ri, ri e chora
senta na beira da estradaa garota agora é feita em traços de nanquim
e é quase igual a mim.
Colar de pérolas e salto alto
esperando qualquer coisa do asfalto.
Greta Benitez


* Parabéns meu anjo....

domingo, 14 de junho de 2009

Nem tão tola...

Posso ser aquilo que você quer mas confesso que não sou tão tola...
Puta sentimento de incabamento, de marasmo que não quer mudar o mundo.
Não querer mudar me chateia e me tira a vontade de viver.

Odeio beber e descobrir que existe uma caixa de saída...Odeio assumir sentimentos e cair na real.. NA real de que posso ser o problema na vida de alguém, assim, como posso ser a solução..

O trabalho tem me deixado bem cansada e o capitalismo selvagem é complicado


**Detesto as semanas que antecedem meu aniversário, já comentei que o nome disso deve ser inferno astral para quem acredita...

sábado, 23 de maio de 2009

Hora da novela das 9

Ahh e cada vez mais gorda, diga-se de passagem

domingo, 3 de maio de 2009

feito papel...

E ser usada não tem mais graça e chega a hora de dar um basta.
Sinto saudades da Thá e dos bons momentos.
Ando tão futil que me irrito, mas o mundo anda me deixando assim, as pessoas apenas me frustram.


Sinto saudades da Thá e dos bons momentos...sinto saudades de quem se preocupa com meus sentimentos, de quem me quer bem...Não vejo a hora desta fase passar minha querida!!!!!

domingo, 19 de abril de 2009

"Há momentos em que me sinto mais lúcido, e há outros em que pelo contrário sinto uma presença estranha dentro de mim, como se devêssemos ser gêmeos e houvéssemos nascido dois num corpo só..." ( A lua vem da Ásia - Campos de Carvalho).

E tudo toma um rumo estranho e assustador, sórdido e intrigante.
O dia fica cada vez mais curto...Desisti de querer ser o que queria, os livros desistiram de mim e ouço as mesmas músicas.

sexta-feira, 27 de março de 2009

sábado, 21 de março de 2009

Eu sempre me pego corrigindo erros de digitação e de português por aqui.
Ando sem tempo, paciência e tantas outras coisas.
Mas decidi que quero, ao menos, tentar planejar..
Eu lembro como reclamava por estar cansada de planejar algo, quando sempre acontecia diferente...Parei de planejar.
Mas confesso que cansei e acho que sou do tipo que se ludibria com pequenas coisas...

*Detesto ficar sozinha...conviver comigo é complicado.

terça-feira, 10 de março de 2009

Após 2 anos de luta..o início da perda...dói
A dor de sentir q lutar pela educação não muda muita coisa me machuca...sei lá, pode ser que amanhã eu levante disposta a provar que tenho razão, que não lutei em vão...mas hoje não... HJ vou dormir com a sensação que foi em vão.
Matheus o q faço?

sábado, 7 de março de 2009

Pq muitas pessoas perdem o valor tão fácil??? Ando valorizando gratuitamente? E meu estômago incomoda, como sempre!!!!

domingo, 1 de março de 2009

Vegetando...
Aí vc é promovida e percebe seu chefe numa crise existencial..será que vale a pena???
Queria meus amigos próximos...parecem tão distantes..eu ando distante daquilo que chamam de vida...
Saudade de muitas pessoas, anestesiada com algumas partidas...

"Look at the stars, Look how they shine for you, And everything you do, Yeah, they were all yellow...."

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Sabe quando você escreve uma pilha de palavras, uma pilha de sentimentos e no final olha com tanto desprezo que apaga e vai dormir em plena sexta??? (ah é sexta de carnaval para alguns)
Pois é...

* ando ouvindo, incansavelmente, Paolo Nutini..o menino apaixonado da Escócia..hehe tantas lembranças...Preciso parar de me entupir com a mesma coisa, sempre a mesma coisa. Mas o q posso fazer se algumas coisas e pessoas me "motivam a sonhar" quando outras fazem eu perder...Prefiro me cansar das coisas boas que a vida me proporciona...
Eu preciso parar de usar reticências...

quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Apesar de parecer uma fortaleza em pessoa, às vezes (vale ressaltar que raramente acontece este "às vezes"), eu me pego chorando e assumindo que preciso de alguém para dividir um peso comigo. O grande problema é que me apego aos bons momentos e pessoas que passaram e estão na minha vida, assim, as lágrimas não passam do teclado do meu computar, ou seja, aprendi a engolir tudo que é estúpido e banal, afinal, minha dor não é a maior do mundo...Ainda posso chorar.
Mas vai saber..fica registrado o dia que dói..
Estava lendo e_mails que trocava com o Luiz Orlandini (e ainda troco) e achei um poema que passei do Bortolloto e conversamos sobre.
O luiz é uma das pessoas que fazem eu sentir conforto por estar em Itápolis,afinal, tenho a certeza que se não estivesse neste fim de mundo não teria cruzado com ele...São nestas coisas que me apego para ter um fôlego e aguentar tudo por aqui...As coisas que, realmente, valeram a pena...
Aí vai o poema:

PEQUENAS ALEGRIAS

Há um pequeno poema caindo do bolso da minha calça
Há estrelas caindo do teto da igreja
Há a garota assustada encolhida no canto da cama
Há o homem grande e triste segurando um copo de whisky
Há a mãe mentindo para o seu filho
dizendo que um dia ele vai ser feliz
Há os que acreditam em mães carinhosas e bem intencionadas
esses se tornam psicopatas ou suicidas
Mães não vão para o inferno.
Há uma espécie de limbo para as mães e elas estão todas lá
Há os que não prestaram atenção em suas mães
esses assobiam swamp music no metrô
e voltam para suas casas lendo “O Monstro do Pântano”
esses terão apenas pequenas alegrias
como afagar a cabeça de um cachorro
ou abraçar o porteiro do restaurante
Mensagens fúnebres na noite de natal
mas eles já estavam preparados
por isso apenas enchem seus olhos de lágrimas
enquanto servem outra dose
ao contrário dos outros que arrancam os cabelos
e arremessam telefones contra a parede
esses que querem vingança
e acham que enganam Deus quando se ajoelham pra rezar
Os que não ouviram suas mães não rezam
apenas andam por aí
com seus pequenos poemas caindo do bolso de suas calças
e fazem de suas pequenas alegrias uma farra eterna
Há essas pessoas simples e evidentemente tristes
que enchem de alegria meu coração presciente
E há essas mulheres lindas que querem conquistar o mundo
e que inevitavelmente perdem todo o charme
quando procuram esbaforidas algo em suas bolsas.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Cansei...

"...and you turn over
to your left side
to get the sun
on your back
and out
of o your eyes.."

Bukowski

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Acontece hoje atribuição de aulas para professores OFAS, ou seja, Ocupantes de Função Atividade do Estado de São Paulo. Como dizem por aí, o processo de atribuição tornou-se uma saga: "A saga dos professores temporários".
Escancarar minha indignação seria desnecessário já que minha visão sobre educação superior e mesmo pública encontra-se em folhas e mais folhas de um processo judicial, mas enfim...
O processo de atribuição (ponto/tempo) é inconstitucional, já que qualquer relação com órgão público deve ocorrer por meio do processo seletivo ou concurso.
Prova que, ainda hoje, vivemos numa sociedade com ambiente propício para usufruir da máquina pública por meio dos "favores".
A prova só constatou uma realidade há muito percebida, despreparo dos professores que se encontram na rede estadual (percebo pela terrível classificação de muitas professores da minha região que possuem ponto por tempo de serviço).
Aí segue o texto do blog Professor temporário:




" A SAGA DOS PROFESSORES TEMPORÁRIOS EM BUSCA DA ATRIBUIÇÃO: PARTE III – A REAÇÃO CONSERVADORA
7 Fevereiro 2009 por professortemporario
Na continuação desse filme de terror, em que a sujeira espirra para todos os lados, o sindicato dos professores consegue a suspensão do processo de avaliação dos professores OFA, por pura incompetência do Estado. Em razão de uma decisão liminar, concedida pela mesma Juíza que havia suspendido o processo anteriormente, a Secretaria de Educação publicou uma NOVA CLASSIFICAÇÃO DE PROFESSORES, fundamentada apenas no tempo de serviço e idade. Não sabemos se haverá uma nova continuação para essa obra de ficção.
Certamente, o Estado recorrerá. Teria grandes chances de reverter o processo, se não fosse por um detalhe: sua incompetência.
Como? A decisão judicial que suspendeu a classificação que considerava a prova do dia 17/12/08, teve como principal justificativa os erros na sua publicação. Para a Justiça, como o Estado não conseguiu corrigir todas as provas (25 questões de múltipla escolha em gabarito para leitura ótica, como na loteria esportiva…) ou a atribuição ocorreria com o completo prejuízo para os professores que fizeram a prova e não tiveram suas provas corrigidas (constavam como ausentes), ou seria adiada em tempo indeterminado, o que prejudicaria 5 milhões de alunos.
Tudo isso seria evitado se o Estado, ao planejar seu calendário, tivesse considerado os prazos de correção e recursos contra a nota e classificação, e principalmente, tivesse feito seu trabalho de forma minimamente profissional.
Nessas circunstâncias, o sindicato dos professores tenta disfarçar o seu interesse no processo com um discurso vazio de defesa dos professores e por meio de frases de efeito como “concurso sim, provinha não”. A razão disso é simples: a maioria dos seus filiados é constituída por professores com mais tempo de serviço. Como sua postura em relação ao processo não desperta o menor interesse por parte dos professores mais novos, que NÃO CONFIAM EM SUAS AÇÕES, a arrecadação das suas contribuições, descontadas em folha, seria drasticamente reduzida, já que a saída dos professores mais antigos não seria compensada pela filiação dos novos.
O discurso que desqualifica o processo de avaliação conduzido pelo Estado, que realmente poderia ter sido mais bem elaborado (o atropelo começou nesse ponto…) pode ser facilmente desconstruído com o seguinte raciocínio: Nos últimos anos houve concurso público para professor da rede estadual em 2003, 2005 e 2007. Existe um outro concurso previsto para 2009. SE AO LONGO DESSE TEMPO OS CONCURSOS EXISTIRAM, POR QUE EXISTEM TANTOS PROFESSORES TEMPORÁRIOS NA REDE?
Numa reflexão simplificada, a resposta para a questão poderia supor que a maioria dos professores temporários não conseguiu ser aprovada nos concursos do Estado.
Não existe uma estatística oficial sobre o caso, mas o fato é que ao longo desses anos muitos dos professores temporários do Estado de São Paulo foram sim aprovados nos concursos, mas preferiram não tomar posse de seus cargos por uma simples razão: o concurso era em nível estadual e quando o professor era chamado, a vaga que lhe era destinada quase sempre estava em uma localidade muito distante da sua.Como para a classificação dos professores Ocupantes de Função Atividade (OFA) o Estado considerava como título o certificado de aprovação em concurso público, compensava para esse professor continuar como temporário.
Existe sim uma parcela de professores que não deveria ter o direito de ostentar esse título. Embora formados em nível superior, essas pessoas nunca conseguiram ser aprovadas nos concursos públicos e formam uma verdadeira legião de encostados.
Numa conversa franca com alguns, escutamos como argumento: “já que o Estado não me valoriza, vou participar da atribuição e na semana que vem entro com a licença médica.”
Nas atribuições de aula em nível unidade escolar, que ocorreram ao longo de 2008, presenciamos casos de AULAS QUE ESTAVAM SENDO ATRIBUÍDAS PELA QUARTA VEZ, porque o professor titular efetivo havia sido designado vice-diretor. Seu primeiro substituto OFA, entrou em licença médica uma semana depois que assumiu. A segunda professora substituta assumiu no mês seguinte e entrou em licença gestante, duas semanas após ter iniciado. Ao último professor OFA que assumiu as aulas foi determinado que não entrasse em licença médica.
Se contarmos com o efetivo, PELO MENOS CINCO PROFESSORES RECEBERAM SALÁRIO PELAS MESMAS AULAS, sendo três OFA e os eventuais. Na prática, ninguém lecionou essas aulas e os alunos foram os maiores prejudicados.
Esse filme de terror, totalmente financiado pelo desperdício do dinheiro público, constituí o maior argumento contrário à causa da educação e dos professores no Brasil. (Só os nossos parlamentares têm uma postura mais condenável…).
Por causa de uma parcela que usa de má fé para se alimentar as custas do Estado toda uma categoria é execrada pela sociedade, e principalmente, questionada em sua capacidade. Professores temporários que estão na rede como “quase efetivos”, devido à pontuação de tempo de serviço acumulada ao longo dos anos, se defendem dizendo que, com o salário recebido do Estado (que é realmente baixo) não tem como se manter atualizados e, muito menos, investir em formação pedagógica.
O que esses professores não dizem é que os cursos de formação continuada, oferecidos pelo Estado em parceria com Universidades, tem uma adesão baixa. Embora não tenham qualquer ônus para os professores da rede, a maioria que se inscreve e freqüenta as atividades é formada por professores mais novos.
Nesse contexto meio macabro, meio sarcástico, o que podemos esperar da escola pública?
É possível cumprir com as metas de desenvolvimento educacional propostas pelo MEC se nem conseguimos resolver de maneira satisfatória a questão da atribuição das aulas?
Concordamos com a idéia de que a prova do dia 17/12/08 poderia ter sido mais realista. Muitos professores mais antigos tiveram sim uma maior dificuldade, pois a proposta curricular que servia de referência à prova foi fundamentada em teorias mais recentes.
Entretanto, diferentemente de um concurso público oficial, esse processo seletivo atribuiu ao tempo de serviço o mesmo peso da nota da prova (nenhum concurso público consideraria tanto para esse quesito…).
Entretanto, como estamos tratando de educação, a idéia de uma sala de aula com um “professor”:
que nunca conseguiu ser aprovado em concurso público do Estado;
que nunca consegue tempo ou recursos para atualizar sua prática pedagógica;
que em muitos, casos mal aparece nas salas de aula, por estar sempre em licença;
e que não conseguiu uma boa classificação no processo, apesar de seu tempo de serviço ter sido considerado;
Essa idéia constituiu o único elemento que transforma essa comédia em um filme de Terror."
fonte: http://professortemporario.wordpress.com/2009/02/07/a-saga-dos-professores-temporarios-em-busca-da-atribuicao-parte-iii-%e2%80%93-a-reacao-conservadora/

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Sentindo que o mundo conspira contra meus desejos e sonhos.
Sentimento ruim de que meu castelo de areia está em ruínas...Mas me ludibrio com o som do mar que é mais certo...


*aperto sem explicação...costumo sentir isso, sempre, antes de uma boa apunhalada..mas...quem sabe?!?!!?!

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

A minha felicidade deve ser um quebra-cabeça de 100 peças...com apenas 99.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Um sentimento de mudar o mundo, de possuir o poder de abraçar as causas perdidas com um orfanato portátil como o do Marcelo, de beber espumante no copo de requeijão e de jogar os bons modos dentro dos fogos de artíficio quase que indo para os ares...Ahh e o desejo de não querer nada!
2009 começa assim: " Eu quero não querer!" Isso não é uma piada! Tudo parece uma novela mexica a qual ouço apenas o andar dos atores, simsim!!! Você escuta como se cada ator tivesse com um tamanco branco que sua avó presenteou no aniversário de 9 anos...
Tenho poucas e péssimas lembranças de datas comemorativas e, para quem acredita em inferno astral, eu vivo o meu nessas datas: aniversário sempre descontente e irritada; natais cansada e sem educação, datas que me cansam e irritam sem explicação. Desisti de procurar explicações, desisti de usar o preto, acreditando e afirmando, que era para tirar "mal olhado", ou mesmo comer, insanamente, com a certeza de um regime no dia 3...
Mas o tempo vai perdendo o valor por hora, e isso, por hora, é muito bom.
O sentimento egoísta do meu mundinho perfeito agora dá lugar aos risos e jatos de água que as crianças jogam..e eu me jogo na piscina infantil, e eu escuto o riso delas que há muito não percebia....
Não é uma mundo mágico, nao! Apenas um ser sem muito objetivos mas com muitos instantes..Quero ser feita dos meus instante, atabalhoada e perdida com orgulho!!! Perdida a cada dia para me achar, mudar, descobrir..
Mas confesso que preciso deixar as muletas, as malditas muletas!

domingo, 21 de dezembro de 2008

"Algumas pessoas acabam se encontrando. E é como se conhecessem desde sempre. Algumas pessoas desistiram de botar suas fichas na máquina e choram assistindo People and Arts de madrugada. E cultivam milhões de novidades pra dizer umas às outras. Algumas pessoas "jogaram fora o guardanapo pra comer com a mão". Fazer o quê. Algumas pessoas decidiram se sofisticar. E produzem coisas importantes. E detestam o trabalho solo do Frejat. Algumas pessoas espremem o cérebro e se divertem. E bolam apelidos engraçados pras pessoas. E nutrem idéias mirabolantes. E seus sonhos grisalhos. E seus blogs sangrando. Algumas pessoas são capazes de elogios desconcertantes. E nunca esquecem o final da piada. E citam cenas inteiras de seus filmes preferidos. E racham garrafas de conhaque só pra assistir ao show dos Bêbados Habilidosos. Que resolveram tocar suas ilíadas vagabundas quase clandestinamente. Assim. Apenas pra algumas pessoas. Que riem de si mesmas como se rezassem. Que insistem em recolher as peças só pra espalhá-las de novo. Algumas pessoas que construíram isso como operárias do próprio privilégio. Que custa caro. As coisas que importam. E as que não se explicam. Algumas pessoas se debatem pra não descuidar da defesa mas desde há muito descobriram que só sabem jogar no ataque. E permanecem saudavelmente inquietas mesmo se o time estiver ganhando. Algumas pessoas se emocionam. E deixam o melhor do seu abandono em cada abraço que fica. Algumas pessoas realmente direcionaram suas vidas. E subiram nos ombros dos seus ídolos e dos seus medos pra poder enxergar depois do muro. Só pra ver aonde a bola caiu. E continuar brincando. Desfrutar desse indescritível prazer que é chutá-la mais longe". (Marcelo Montenegro)


* Texto trabalhado com imagens pelo marcelo e cia. - bacana vale a pena ver
http://www.youtube.com/watch?v=auajCj52xZ4&feature=related

Beber não costuma me cansar, mas as ressacas estão complicadas...

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

errar


Tá bom, fiz besteira!!!!
Para todos que dizem: "Ela não assume que está errada!"
Na verdade ninguém assume, e a dor do mundo é sempre inferior a nossa.
Como o mundo é!!!!! Mesmo tendo uma dor inferior não percebe minha dor!!! Não...nem a minha, nem a sua, nem a de ninguém...
Welcome!



*apesar das brincadeiras, seja como for, apoiarei... e só não fiquei o tempo todo ao lado pq não estava bem. Hj não seria um dia fácil ,afinal, a dor de mamis é minha dor.

Ontem precisava do ar dela...nem que fosse ouvir o suspiro leve do seu sono qdo chegasse, e ouvi... e também suspirei.Só!

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

quinta-feira, 4 de dezembro de 2008

Uma dose de ar basta!

Ser o álcool que percorre seu sangue
Aliviando a dor,
Ludibriando os sonhos e a garra.
Ser a sua carência, que não é sua,
Que não é minha,
É nossa.
Nosso mundinho de desejos reprimidos,
de olhos espelhados,
simsim espelho da alma,
Olhos que transbordam desejo de fechar a cortina
Correr para trás do palco,
Do palco não, do mundo que fingimos viver..
Não precisamos de platéia, na verdade
A platéia incomoda


* Algumas noites me provam quão delicioso é o ar...o mesmo ar.

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Just this...

That I Would Be Good

Composição: Alanis Morissette
That I would be good even if I did nothing
That I would be good even if I got the thumbs down
That I would be good if I got and stayed sick
That I would be good even if I gained ten pounds
That I would be fine even if I went bankrupt
That I would be good if I lost my hair and my youth
That I would be great if I was no longer queen
That I would be grand if I was not all knowing
That I would be loved even when I numb myself
That I would be good even when I am overwhelmed
That I would be loved even when I was fuming
That I would be good even if I was clinging
That I would be good even if I lost sanity
That I would be good whether with or without you

domingo, 30 de novembro de 2008

Dormr? alguém sabe?

Hoje dormirei como há muito não consiguia. Desde o tempo que corria para a cama da minha mãe e sentia que o calor do seu corpo era suficiente para me proteger...
Hoje tenho meu dragão...my blue dragon...A mentira que a minha vaidade quer pelo resto dos dias....Eu sei, como dizia Renato Russo...quero lembraças e histórias...
O mundo nunca foi justo, não seria agora e nem comigo, por isso EU SEI também que o tempo terá a tarefa de nos separar, que a vida colocará pessoas fantásticas em nosso caminho que é duro e doloroso...mas ainda acredito no meu "Buque de Presságios" que de tudo permace o que significa, e nem sempre é o q interessa...de tudo restam bêbadas anotações num gardanapo e aquela música linda que nunca toca no rádio...
Que o mundo saiba: de tudo fica, fica um pedaço, fica um buraco pelo que leva de mim, e de tudo, eternamente, ficará a certeza de que em algum lugar existe seu porto seguro, o meu porto, o nosso mundo..... amo só olhar, nem q seja de longe...amo saber que respira o msm ar...já basta,eu quero dormir com meu dragão, coma certeza do meu porto!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

dragão azul

Acho que preciso de um dragão azul de pelúcia também....
Ontem, deitada e reparando o ventilador percebi que vivo um estágio preocupante, não sinto mais nada, nem o vento, nem a dor daqueles que perderam a casa em SC, nem do filho que perdeu a mãe, e olha que há minutos sofria a dor das pessoas(a sorte é que sou feita dos meus instantes que mudam de maneira assustadora.
Minha mãe olhou com tanto desprezo que parecia estar no lugar errado, senti não estar em casa, nem na cama dela...sinto que não tenho mais a cama da mamãe!
O negócio da china não era mais a novela, era minha vida...e foi a última coisa que percebi antes de dormir, afinal, não consegui nem mesmo me convencer que o melhor era terminar a noite num bar como tanto queria...
Os livros já não me enganam mais, não me encantam tanto...
Quando ela pergunta pq do mal humor quando estou em casa, preciso lembrar e verbalizar que achava lindo quando escreviam no caderninho (ou agenda, sei lá como chamavam o treco que os amigos escreviam pra gente) que " a virtude da vida não está em fazer tudo que gosta, mas gostar de tudo que faz"...
Não acho mais...não tem mais graça gostar do que faço, preciso fazer tudo que gosto...Mas a vida é dura, tão dura que chega a enjoar, como tudo que é em demasia na minha vida.

Caso não ter virtude seja
beijar um lábio sem o gosto do trident
Sentir o cheiro de um corpo sem perfume
Beber Coca quente para aliviar a dor
Dirigir sem rumo ouvindo Coldplay no último
Trocar coldplay por Los hermano
Los hermanos por Led....
Parar na praça e balançar num balanço de pneu
Ler Paulo Coelho para rir, não criticar
Comer a pizza gelada de ontem
deixar cair o frango no chão e limpar só amanhã
Beber sem medo
cantar com o cantor até sentir sua garganta,
escrever sem reler para verificar os erros,
amar sem querer deixar de amar,
sentir dor e gritar: é minha!!!!!!!!!!!!!! Porra é minha dor mãe! A dor de saber que vc pode não estar aqui amanha. A dor de não querer vc aqui por um segundo, apenas um...

Beber minha lágrima e assumir que gosto do gosto
Comer sem medo de engordar
comer sem mastigar direito
comer e beber junto...
Caso não ter virtude deixe eu fazer isso em paz,
Eu não quero...

Virtude grátis para os hipócritas!

*eu queria estar no bar da Gabi ontem....

O Tempo ensina...

Foi muito tempo até descobrir certas coisas pessoais e mundanas também. Isso me veio porque acabei de passar pelo blog do Mario Botolotto e lendo um post ele referenciou Alvin l e me fez procurar conhecer um pouco mais desse cara, aí a bomba: a música que achava (ainda acho) fantástica da Marina, não é da marina, é composição do cara. Percebo que a cada dia descubro coisas novas, demorei um pouco, mas...
Um dia descobri que amar professor (a) não é coisa pueril;
Um dia descobri que Mário de Andrade não é tão bom como me apresentaram;
...que os fracas sempre vencem de determinado ponto de vista;
...que Campos de Carvalho é muito melhor;
...que eu sou muito pior;
...que existe algo em Itápolis o qual me segura em todos os aspectos;
...que nunca tomarei as decisões na minha vida, elas se impõem;
... que posso amar duas pessoas da maneira mais insana;
.... que adoro minhas "muletas";
...que as minhas muletas não servem para muita coisa;
...que gosto de gastar, mas gosto de estudar, e são realidades dicotômicas quando não se tem um pai rico e opta por batalhar, não casar com um cara rico;
...que o sentimento de superioridade existente nos homens me irrita;
...que eu posso amar uma mulher, afinal, amar é gostar de uma forma que não tem forma;
...que quando amo, amo para sempre, aí percebo que consigo amar muito mais que duas pessoas;
..que Manes pode ter me encontrado em alguma vida, e que o maniqueísmo tem um sentido bem intrigante para mim;
...que não tenho força de vontade;
...que, no fundo, eu não quero parar de fumar;
...que por isso soi burra ao extremo;
...que não sou tão legal;
...que minhas verdades não são suas verdades;
...que SP é muito bom, depende do seu ponto de vista;
...que, às vezes, ou quase sempre, sou sórdida;
...que amo, loucamente, insanamente, fudidamente, estupidamente...seja como for, mas amo;
...que nunca casarei com o homem que amo, afinal, amo quem não me ama, e ta aí minha graça;
...que não tenho vontade de casar;
...mas que, provavlmente, casarei com um amigo;
...que quero ter filhos;
...que ler um blog no horário de serviço não é enrolar, mas sim perceber que existe um mundo lá fora e isso é de grande valia para a empresa;
...que a chuva acalma;
...que me apaixono, facilmente, por pessoas que admiro;
...que podemos ir para a cama sem amar;
...que o sexo sem amor é como sagu;
...que minhas verdades não servem para ninguém;
..mas que a minha dor fode muita gente;
...que nem todo rock é bom, nem todo sertanejo é ruim;
...que não consigo criticar quando gosto, por isso, não critico quando não gosto, afinal minha percepção é cega mas cheia de ponto de vista pessoal, e este não serve para ninguém...
...que tenho medo, não da morte, mas do meu velório. Tinha medo de não aparecer ninguém, mas isso deixou de me distrair quando lia Brás Cubas;
...deixei de ser distráida quando descobri que a opinião do mundo não deveria ser tão importante como era;
...que o compasso não existe entre Mundo e Andréa, afinal, "eu não sei dançar, tão devagar, pra te acompanhar";
...e entre muitas coisas que aprendi e irei aprender, que Não sei dançar é do Alvin L.

Às vezes eu quero chorar mas o dia nasce, e eu esqueço
Meus olhos se escondem onde explodem paixões
E tudo que eu posso te dar é solidão com vista pro mar, ou outra coisa prá lembrar
Às vezes eu quero demais e eu nunca sei se eu mereço

Os quartos escuros pulsam e pedem por nós
E tudo que eu posso te dar é solidão com vista pro mar, ou outra coisa prá lembrar
Se você quiser eu, eu posso tentar, mas…
Eu não sei dançar, tão devagar, prá te acompanhar…
Eu não sei dançar, tão devagar, prá te acompanhar, prá te acompanhar…




quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Achei uma porrada de escritos que fiz há anos e fiquei super feliz.
Cada palavra dava sentido a uma lembrança, uma boa, outra ruim....mas que fizeram parte de mim um dia....
Enquanto não postar por aqui continuo deixando algumas coisas magníficas que encontramos por aí...Abaixo um escrito do Schell cheio de poesia, de alma, de tudo....na verdade são poucas coisas que curto nele, mas tenho q confessar sua competência...O cara consegue colocar de maneira simples e objetiva tudo que se passa aqui dentro....um aqui que parece muito distante de mim msm....Ele como profissional me lembra Adriana cantando:" eu não gosto do bom gosto, eu não gosto do bom senso, eu não gosto dos bons modos...não gosto...Eu gosto dos que tem fome, dos que morrem de vontade, dos que secam de desejo e dos que ardem..."
Tudo que vem dele transborda sentimento, isso é fantástico...Tem coisas no germina literatura e vale a pena espiar....

Márcio schell

Porque Eu Poderia Falar Em Sonhos Acordados na Janela

Eu tenho medo
Nem sempre
Nem todo dia
Mas eu tenho medo:
Medo de atravessar a rua,
De não ser mais poeta,
De tomar chuva
E morrer de pneumonia.

Eu tenho medo, porra!
Medo de não mudar o mundo.
De não dizer a dor,
De perder a voz,
De cair de joelhos,
De ensaiar a rendição
De nunca, mas nunca mesmo
Morrer de amor.

Eu tenho medo.
Esse medo viscoso, sabe,
Que se pega aos ossos
Como uma total desesperança?
Medo de andar de cabeça baixa
de olhar nos olhos
de sorrir sem jeito
e tropeçar no abismo.

Eu tenho medo, caralho!
Um medo sem nome
Tempo
Ou lugar.
O medo que dos que não entenderam
Dos que não aprenderam
Dos que não ouviram na voz delirada do último Xamã
O canto de regresso 1ao Lar




*É Schell ...eu tb tenho medo....

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Eu quero não querer!

"Não quero medir a altura do tombo
Nem passar agosto esperando setembro
Se bem me lembro...
O melhor futuro, este hoje escuro
O maior desejo da boca é o beijo
Eu não quero ter o Tejo me escorrendo das mãos
Quero a Guanabara, quero o rio Nilo,
Quero tudo ter estrela, flor, estilo
Tua língua em meu mamilo, água e sal"
...e a arrepiante voz do zeca.... posso???

quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Escrito por Márcio Scheel às 18h13 05/4/2007

Constatação Quase Metafísica

a tristeza
é uma mulher
que não se pinta demais
não se perfuma demais
e nem bebe demais
para nos esperar

terça-feira, 18 de novembro de 2008

QUERO QUE O MUNDO EXPLODA HJ!!!!

Porque odeio pagar pelos erros dos outros, afinal, eu exigi metade do que exigem de mim....
Apontem meus erros quando prejudiquei alguém...Por favor, alguém aponte para que eu sinta menos ódio!
Quando escolhi cursar Letras não foi por achar bonito, elegante e nem mesmo para ter a "bosta" do diploma...Escolhi porque acredito na educação, na criticidade e, principalmente, para evitar que adolescentes sofram o mesmo que sofri com a irresponsabilidade de profissionais hipócritas que não exigem dos alunos para ficarem estagnados no tempo..sim sim!!!! Pq o professor não exige do aluno para não precisar correr, afinal, é muito mais confortável olhar para a situação da educação e afirmar com veemência:
_ Os alunos não querem saber de nada!!!!
No contexto apresentado é a justificativa pelo trabalho desenvolvido dentro da sala de aula e, diante de tal afirmação, percebo que os próprios professores sentem o péssimo trabalho...A culpa?? Não quero saber de quem é a culpa, pq a culpa não é a minha desculpa!!!!
Agora pergunto, ou melhor, AFIRMO.
É MUITO FÁCIL SER BOM PROFESSOR QUANDO OS ALUNOS QUEREM APRENDER..QUERO QUE VOCÊ SEJA BOM QDO ELEs NÃO QUEREM....

Foi o desafio que escolhi ao fazer Letras!!!!

Mas o mundo coloca aos meus olhos que nadar contra a maré não dá certo, entretanto, o mundo só não percebe que adoro sentir a força das ondas no meu corpo, o qual está um pouco cansado, mas em pé!!!!!!
Assim, por mais que meu maior desejo neste instante seja a explosão do mundo, é apenas um instante...mais um...e ele passará!!!!!


“Eu disse a uma amiga:
— A vida sempre superexigiu de mim.
Ela disse:
— Mas lembre-se de que você também superexige da vida.
Sim.”
cLARICE lISPECTOR

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Espelhos


“Nada menos de duas almas. Cada criatura traz duas almas consigo: uma que olha de dentro para fora, outra que olha de fora para dentro.”*
O Espelho - Papéis Avulsos, Machado de Assis

*Cada vez mais acredito na afirmação de Jacobina, ou de Machado!! Sim sim, pq acredito que essa deveria ser, realmente, a visão de mundo do Machado mediada pelo protoganista jacobina.

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

quando tudo acaba num bar...

E, no final das contas, descobrir que o motivo de tudo foi a calcinha, não apenas uma calcinha, mas uma calcinha azul turquesa...A bendita calcinha que nos fez rir diante da cerveja, da água com gás e tudo que nos assusta... Santa calcinha....Eu quero!!!
ps. descobri meu presente de natal: uma box e um tapete peludinho!

Eu tenho dado glamour a tudo com música e não poesia pq minha vida tá uma melodia, um som meio trash, meio down, new, meio mpb (manda pra bosta= ctrl foda-se), meio do jeito que gosto, com gente que gosto....Pq amo o tipo de pessoa que exala amor, dor, graça, mágoa...que exala sentimento, verdade...amo² Amaria mais se as pessoas tivessem a certeza que estarei aqui,lá...seja o lugar que for, mas ao lado delas...de todas!!!

nOSSO mUNDO - BARÃO
Se eu ainda soubesse
Como mudar o mundo
Se eu ainda pudesse
Saber um pouco de tudo
Eu voltaria atrás do tempo
Eu não te deixaria
Presa no passado
E arrumaria um jeito
Pra você estar ao meu lado de novo
Eu voltaria no tempo
Pra voltar pra ontem
Sem temer o futuro
E olhar pra hoje
Cheio de orgulho
Eu voltaria atrás do tempo
Eu voltaria atrás
Atrás do tempo...


...Nossos primeiros desejos
Ressuscitados
E de novo eu voltaria no tempo
Eu não te deixaria desistir tão fácil
E não te negaria nenhum abraço
De novo
Eu voltaria no tempo
E a gente fez
Nosso futuro
Quase quebrando
O nosso mundo
O nosso mundo
Nosso mundo